piemonte fm

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Polícia Militar cerca área e faz reintegração de posse em fazenda na Paraíba

Segundo a Irmã Tânia, coordenadora da Comissão Pastoral da Terra (CPT), as famílias estão resistindo e tentando negociar a permanência na terra onde elas moram há 50 anos

Polícia | Em 06/11/14 às 09h53, atualizado em 06/11/14 às 09h57 | Por Redação
Divulgação/ Assessoria de Imprensa
Famílias moram na fazendo há 50 anos
A Polícia Militar da Paraíba está desde as primeiras horas desta quinta-feira (6) cumprindo ordem judicial de reintegração de posse na fazenda Paraíba, na cidade de Mogeiro, no Agreste do estado. Cerca de 30 famílias moram no local, que tem 700 hectares, e é um dos locais de conflito de terra no Estado.
Segundo a Irmã Tânia, coordenadora da Comissão Pastoral da Terra (CPT), as famílias estão resistindo e tentando negociar a permanência na terra onde elas moram há 50 anos.
Conforme nota divulgada pela assessoria de imprensa do deputado estadual Frei Anastácio (PT), a fazenda Paraíso vem sendo considerada um local de conflito no estado, com constantes denúncias de ação de capangagem. Em junho deste ano, o deputado estadual Frei Anastácio (PT), enviou ofício à Secretaria de Segurança Pública, solicitando providências contra a ação de capangas na fazenda. “Os capangas já queimaram casa e utensílios domésticos, destruíram lavouras e promovem constantes tiroteios na área”, disse Frei Anastácio.
De acordo com o coordenador estadual de gerenciamento de crise da Polícia Militar, tenente-coronel Souza Neto, a PM está cumprindo uma ordem judicial através do juiz da comarca de Mogeiro para que seja feita a reintegração de posse do local.
“Desde as primeiras horas da manhã estamos fazendo o trabalho e essa já é a terceira vez que fazemos a negociação. Entretanto, agora, estamos cumprindo a decisão judicial. Tudo está ocorrendo de forma pacífica”, confirmou o Souza Neto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário