piemonte fm

sábado, 29 de novembro de 2014

Aos 251 anos, Romaria da Penha pode bater um recorde com 400 mil fiéis


Este ano, num percurso de 14 quilômetros, trajeto será animado por 14 trios elétricos e segurança será reforçada

Cidades | Em 28/11/14 às 22h12, atualizado em 29/11/14 às 08h30 | Por Redação
Thiago Casoni (Jornal Correio da Paraíba)
Romaria reúne milhares de fiéis
Em 251 anos, a edição 2014 da Romaria da Penha, com um percurso de 14 quilômetros e início previsto para 22h deste sábado (29), chega com a expectativa de ser a maior já realizada. As estimativas apontam para a participação de 400 mil pessoas durante o trajeto. 
Desde 1763, católicos de João Pessoa e de várias partes do estado repetem as demonstrações de fé e aproveitam a devoção para pagar promessa à santa padroeira do vilarejo de pescadores, na praia que leva o seu nome.
No ano passado, foram 12 trios elétricos espalhados pelo percurso. Este ano serão 14, o que dá uma média de um por cada quilômetro da romaria. Eles vão ajudar na animação espiritual. Os grupos devem seguir um repertório de músicas dedicadas à Nossa Senhora e são instruídos a colaborar na oração dos romeiros.

A Romaria da Penha passa por oito avenidas, ruas e trevos. Os romeiros saem da Igreja de Lourdes, que fica no bairro de Jaguaribe, passando pelas avenidas João Machado, Pedro II, segue pelo Trevo Universitário, principal do bairro dos Bancários, Trevo de Mangabeira e pela pista que dá acesso à Praia da Penha até chegar à Praça Oswaldo Pessoa. 
A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, estará com um esquema especial na Romaria da Penha. Cerca de 60 agentes de controle urbano estarão fiscalizando a venda de bebidas alcoólicas.

Nesta sexta-feira (28), foi feita toda marcação dos locais que os comerciantes informais vão ocupar na Praia da Penha. Ao todo, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano selecionou 113 ambulantes.

Para os comerciantes que utilizarão gás de cozinha, é necessário o certificado do Corpo de Bombeiros. Já nas barracas instaladas ao longo do percurso, será obrigatório o uso de extintores de incêndio. “Estamos tomando todos os cuidados necessários para não ocorrer nenhum tipo de incidente durante a Romaria da Penha”, ressaltou Almeida. 
Segurança
Este ano, a segurança será feita por 620 policiais militares, 60 policiais civis e 126 bombeiros, de acordo com o plano integrado definido pela Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social do Estado.
Reponsável pelo policiamente ostensivo, a Polícia Militar vai dispor de 42 viaturas, 30 motos e 20 cavalos. Duas viaturas equipadas com câmeras vão monitorar o percurso. Também serão montados Pontos de Observação Policial (POP). 
Além do atendimento nas delegacias de plantão, a Polícia Civil vai atuar de forma descaracterizada a fim de identificar situações pontuais que possam causar problemas.
Corpo de Bombeiros vai dispor de 15 viaturas de atendimento pré-hospitalar e de prevenção e combate a incêndio, além de bote inflável, com equipamento de salvamento aquático, que será colocado na Praia da Penha para a prevenção de afogamentos. Além disso, 12 militares com extintores de incêndio vão ficar no ponto onde ocorre a tradicional queima de velas.
Guarda Municipal
De acordo com o secretário da Segurança Urbana e Cidadania (Semusb), Geraldo Amorim, o efetivo vai ser distribuído ao longo do percurso. “Nossa função é cuidar do patrimônio público e atuar no trabalho de prevenção a violência. Além disso, estaremos auxiliando na fiscalização do Ministério Público que proibiu a venda e o consumo de bebida alcoólica”, disse.
Limpeza
A Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) designou 200 agentes para executar os serviços de manutenção das vias que compõem o percurso da romaria, como varrição e pintura de meio-fio. Equipes também vão limpar as ruas após a caminhada.
Mobilidade
O esquema de mobilidade, elaborado pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob), contará com o apoio de cerca de 100 agentes, divididos em três turnos. Agentes de trânsito, no entanto,ameaçam paralisar trabalho em protesto pelo cumprimento de dispositivos do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração.
O plano de segurança também terá o apoio do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) e do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran), além da Polícia Rodoviária Federal.
A PRF orienta que aqueles que forem trafegar pela BR 230, na região do viaduto da Cidade Universitária (trevo universitário), em João Pessoa, na noite deste sábado (29), tenham cautela redobrada por conta dos fechamentos das alças do viaduto nos dois sentidos. Estas vias dão acesso à Avenida Dom Pedro II, que estará interditada para receber a procissão.

As alças permanecerão fechadas das 20h até a dispersão dos romeiros, por volta da meia-noite. Os acessos à BR 230 através da avenida Dom Pedro II serão fechados pela Secretaria Executiva de Mobilidade Urbana nos mesmos horários.

Os romeiros não poderão usar as alças de acesso à BR 230, tampouco a própria rodovia, como meio de atalho. Estes deverão seguir, necessariamente, pela própria avenida Dom Pedro II até o destino final (Praça Oswaldo Pessoa).

A PRF manterá reforço no policiamento e na fiscalização, disponibilizando várias viaturas durante o evento. 
Saúde
O Hospital de Trauma de João Pessoa preparou um esquema especial de atendimento. Um serviço móvel de atendimento de emergência do próprio Hospital ficará à disposição dos romeiros durante todo o percurso. 
A iniciativa conta com a parceria do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Voluntários a serviço da Cruz Vermelha vão estar entre os fiéis com mochilas equipadas com material de primeiros socorros para atendimento a quem necessitar.
Ambulantes
A Secretaria de Desenvolvimento Urbano de João Pessoa (Sedurb) disponibilizou 200 vagas a vendedores informais, que vão se instalar em diferentes pontos da Capital ao longo dos quase 14 quilômetros de percurso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário