piemonte fm

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Vital anuncia posição no segundo turno nesta quarta e deve ficar com Ricardo Coutinho

Anúncio de Vital estava marcado para ser dado na tarde desta terça-feira, mas foi adiado para quarta-feira às 11h, após do apelo de José Maranhão

Eleições | Em 07/10/14 às 12h51, atualizado em 07/10/14 às 13h06 | Por Naira Di Lorenzo
Portal Correio
Vital do Rêgo Filho (PMDB)
O senador Vital do Rêgo (PMDB), que perdeu as eleições para governador da Paraíba, declarou em entrevista ao Correio Debate, da 98 FM, que anunciará o posicionamento político n segundo das eleições nesta quarta-feira (8), em João Pessoa. Apesar de ainda não confirmar, o PMDB deve apoiar a candidatura de reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB).


Ele afirmou que a principal diretriz que será levada em consideração para escolher o candidato a governador a se aliar no segundo turno será o cenário nacional, o que demonstra que o peemedebista deve seguir Ricardo Coutinho. Acontece que o PMDB é aliado nacionalmente com o PT, que tem a presidente Dilma Roussef concorrendo à reeleição, com o vice-presidente Michel Temer (PMDB) configurando na chapa majoritária novamente. Além disso Vital do Rêgo fez forte campanha na Paraíba para petista já no primeiro turno. 

Já Ricardo Coutinho, que fez campanha para Marina Silva, companheira de partido no primeiro turno, declarou desde o domingo (5) que apoiará Dilma no segundo turno.
“Primeiro tenho que levar em consideração uma convergência com o cenário nacional. O campo nacional terá prioridade. Não é fácil pelo histórico do PMDB, mas tomaremos essa decisão de forma consciente”, disse Vital. 

Ele afirmou o apoio ao candidato a governador será feito “em cima de conteúdo programático” para o governo estadual. Vital garantiu que não ficará neutro. 

O anúncio de Vital estava marcado para ser dado na tarde desta terça-feira, mas foi adiado para quarta-feira às 11h, na sede da API, após do apelo de José Maranhão (PMDB), eleito senador da Paraíba. “José Maranhão pediu que a decisão dele fosse tomada com o partido”, disse Vital. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário