piemonte fm

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

PPL aciona o Ministério Público para apurar denúncia de corrupção envolvendo, Ricardo Marcelo, Cássio e Ruy

por Michele Marques

Cópia de empenho paga pela Assembleia à Mix_1O sindicalista Chico do Sintram, presidente do Partido da Pátria Livre (PPL) na Paraíba, acionou, nesta quinta-feira (25), a Comissão de Combate aos Crimes de Responsabilidade e à Improbidade Administrativa do Ministério Público Estadual para apurar denúncia de um suposto esquema de lavagem de dinheiro, ‘caixa dois’, superfaturamento de gastos com serviços de publicidade e improbidade administrativa, envolvendo o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Ricardo Marcelo (PEN), a empresa Mix Comunicação Agência de Propaganda e Publicidade Ltda., o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e o deputado federal Ruy Carneiro (PSDB).
A denúncia do dirigente do PPL tem como base o aumento de mais de 450% nos gastos com publicidade pela Assembleia Legislativa da Paraíba junto à Mix, única empresa de comunicação que presta serviços ao Poder Legislativo desde o ano de 2010, início da gestão do presidente Ricardo Marcelo, aliado de Cássio e Ruy Carneiro nas eleições de 2014. “São centenas de notas de empenho pagas à Mix em tempo recorde, com valores que variam de R$ 400,00 a R$ 200.000,00, sem que a população veja esse serviço sendo prestado”, afirmou o dirigente partidário.
Cópia de empenho paga pela Assembleia à MixChico do Sintram disse que começou a investigar o suposto esquema depois que tomou conhecimento que o deputado federal Ruy Carneiro, candidato a vice-governador na chapa de Cássio, anda em um carro particular que está em nome de um dos sócios da Mix. “Quando fui informado disso, consultei a placa e comprovei que o veículo de placa QFB 0045 está registrado, de fato, no nome de Jurandir Miranda, um dos sócios da Mix”, contou o presidente do PPL.
“Ao analisar a prestação de contas declarada por Cássio à Justiça Eleitoral, percebi que, de todos os gastos do candidato do PSDB até agosto, os valores pagos a Mix já somavam mais de R$ 5.000.000,00. Por outro lado, os valores pagos à Mix pela Assembleia já somam quase R$ 20.000.000,00”, detalhou o presidente do PPL. “Será que esse montante desembolsado pela Assembleia não estaria sendo ‘lavado’ para fazer ‘caixa dois’ para financiar as campanhas de Cássio, Ruy e o do próprio presidente Ricardo Marcelo?”, questionou Chico do Sintram, acrescentando que a denúncia levada ao Ministério Público foi instruída com fartos documentos.
Documento comprova que veículo de placa QFB 0045 está em nome de Jurandir Miranda (1)“Curioso observar que no ano 2010, conforme se depreende da planilha em anexo e cópias de notas de empenho que já foram pagas (disponível através do link: http://www.siaf.cge.pb.gov/SIAFWEBLIVRE/FiltraNe), a Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba pagou à Mix Comunicação Agência de Propaganda e Publicidade Ltda. o valor de R$ 1.988.807,16 (um milhão, novecentos e oitenta e oito mil, oitocentos e sete reais e dezesseis centavos). No ano de 2011, a ALPB efetuou despesas com a Mix na ordem de R$ 2.661.641,50 (dois milhões, seiscentos e sessenta e um mil, seiscentos e quarenta e um reais e cinquenta centavos). Em 2012, esse valor foi de R$ 4.177.201,39 (quatro milhões, cento e setenta e sete mil, duzentos e um reais e trinta e nove centavos). Já em 2013, o valor pago pela ALPB à Mix Comunicação saltou para o valor impressionante de R$ 8.664.223,31 (oito milhões, seiscentos e sessenta e quatro mil, duzentos e vinte e três reais e trinta e um centavos), totalizando no período referido o montante de R$ 19.638.995,12 (dezenove milhões, seiscentos e trinta e oito mil, novecentos e noventa e cinco reais e doze centavos), pagos a uma única agência de publicidade”, diz trecho da denúncia protocolada no Ministério Público.
“Observe que no período de 2010 a 2013, houve um crescimento de mais de 450% em relação aos valores pagos pela Assembleia Legislativa da Paraíba à Mix Comunicação. Enquanto em 2010 houve um gasto de R$ 1.988.807,16 (um milhão, novecentos e oitenta e oito mil, oitocentos e sete reais e dezesseis centavos) com publicidade, em 2013 esse valor sofreu um acréscimo expressivo, totalizando R$ 8.664.223,31 (oito milhões, seiscentos e sessenta e quatro mil, duzentos e vinte e três reais e trinta e um centavos), pagos apenas a referida agência de publicidade”, acrescenta a denúncia.
Prestação de contas de Cássio referente a julho declarada à Justiça Eleitoral confirma pagamento à Mix“Dessa forma, é de extrema importância que esse órgão ministerial, investigue os denunciados que podem estar interligados por um esquema criminoso que começa na Assembleia Legislativa da Paraíba com os atos de improbidade administrativa e o superfaturamento de serviços públicos de publicidade com gastos excessivos de mais de 19 milhões de reais com propaganda, gastos esse que aumentou em cerca 450% de 2010 a 2014 o que nos traz fortes indícios de que parte desse dinheiro gasto em excesso seja lavado para transformar em caixa ‘dois’ para financiar a campanha dos Candidatos Cassio Cunha Lima , Ruy Carneiro e Ricardo Marcelo”, finaliza a denúncia entregue ao MP.
Com blog do Tião Lucena


Nenhum comentário:

Postar um comentário