RADIO PIEMONTE FM

piemonte fm

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Pai se revolta com filho ao vê-lo detido por roubo em João Pessoa

'Amizade é teu pai e tua mãe, meu filho', disse pai de jovem detido.

Rapaz foi levado para a delegacia com celulares de vítimas.

Do G1 PB
Um pai ficou revoltado com o filho ao vê-lo detido em uma delegacia de João Pessoa na noite desta quarta-feira (3) por suspeita de roubo dentro de um ônibus coletivo. Veja vídeo ao lado.
O jovem foi detido com ajuda da população e levado pelos policias para a 4ª Delegacia Distrital. Algumas vítimas também foram até a delegacia e fizeram o reconhecimento.
"E aí meu filho? o que é que você diz pra mim agora? diga. Tantas provas aqui olhe, diga meu filho, diga agora. Eu falei tanto pra tu, se afasta de amizade ruim! amizade é teu pai e tua mãe", disse o pai do jovem, que estava desesperado.
Os passageiros do ônibus informaram para a polícia que o rapaz detido e outro suspeito, entraram armados no veículo na altura do bairro José Américo, e roubaram os celulares das pessoas. Segundo a Polícia Militar o rapaz estava com vários telefones celulares, mas no momento da abordagem não foi encontrada nenhuma arma com ele. Pelo menos oito aparelhos foram recuperados pelos policiais.
Pelo menos oito aparelhos roubados foram recuperados pela polícia (Foto: Walter Paparazzo/G1)Pelo menos oito aparelhos foram recuperados pela
Polícia  Militar e levados para a 4ª Delegacia Distrital
(Foto: Walter Paparazzo/G1)
"Estavámos nas proximidades do local, quando fomos solicitados por um rapaz que informou sobre o assalto em um ônibus, visualizamos o suspeito correndo e com a ajuda da população conseguimos segurá-lo. Ele não foi encontrado com nenhuma arma, nem de fogo e nem branca", informou a sargento Erica, da Polícia Militar.
Um dos passageiros do ônibus contou que dois suspeitos entraram no coletivo e anunciaram o assalto, enquanto um ameaçava as pessoas na parte da frente do veículo, o outro passava armado de facão, recolhendo os celulares.
"A gente estava a caminho do José Américo, aí chegou um cara lá na frente e disse para ninguém se mexer, que era um assalto e que ia passar um recolhendo as coisas e todo mundo era para entregar a ele. Quando eles desceram a gente foi atrás e tinha uma viatura na hora lá, a gente chamou os policiais e eles foram atrás também", informou Felipe David, uma das vítimas do assalto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário