RADIO PIEMONTE FM

piemonte fm

terça-feira, 2 de setembro de 2014

NOVO CASSISTA: relembre as juras de amor feitas por Antônio Mineral ao governador Ricardo Coutinho


NOVO CASSISTA: relembre as juras de amor feitas por Antônio Mineral ao governador Ricardo Coutinho
Novo integrante da bancada cassista na Assembleia Legislativa da Paraiba, o deputado estadual Antonio Mineral (PSDB) no inicio do mês fez juras de amor ao projeto socialista na Paraíba e afirmou que não iria abandonar o governador Ricardo Coutinho (PSB), garantia que não foi cumprida.


Como na política, é corriqueiro o jogo de palavras, o PB Agora  relembra uma entrevista dada por Mineral ainda em agosto e que jurava lealdade ao ‘Mago’. De forma categórica, o parlamentar tucano há época, reafirmou seu apoio à reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB) e descartou qualquer possibilidade de votar em outro candidato, mesmo o colega de partido Cássio Cunha Lima.


“Toda a Paraíba sabe que voto em Ricardo”, afirmou o deputado. “Quem me conhece sabe que sou um homem de palavra. Desde 2010 estou ao lado de Ricardo e não vejo nenhum motivo para me afastar dele agora. Muito pelo contrário, estar ao lado de Ricardo tem me ajudado muito a conquistar novos apoios à minha reeleição”, completou.


“Mesmo que se por algum motivo eu quisesse apoiar outra candidatura, não teria como me explicar perante meus eleitores. Nas cidades aonde maior atuação, o governo de Ricardo fez e continua investindo maciçamente em obras e ações. Um político inteligente jamais pode ir de encontro ao seu eleitorado. No meu caso, além de acreditar no projeto de Ricardo, os meus eleitores me querem ao lado do governador que mais trabalhou pelo desenvolvimento da Paraíba”, acrescentou o Mineral.



Uma das forças eleitorais da região de Patos, Antônio Mineral estreou como deputado estadual nas de 2002, sendo eleito com 23.857 votos. Em 2006, foi reeleito com 25.645 sufrágios. E, no último pleito, em 2010, retornou à Assembleia Legislativa com o apoio de 24.387 eleitores.


INDIFERENÇA: O governador Ricardo Coutinho (PSB), que disputa à reeleição no executivo estadual na Paraíba, minimizou a baixa na sua bancada na Assembleia Legislativa da Paraíba, provocada pela recente adesão do deputado estadual Antônio Mineral (PSDB) ao projeto tucano na Paraíba. O socialista ainda lamentou a promiscuidade no pleito deste ano e não poupou críticas aos adversários.


Conforme Ricardo, a política, este ano, “está mais promíscua” do que nunca. “Transformaram a política na Paraíba num verdadeiro balcão de negócios. Eu não participo disso. Eu não faço o Estado participar disso”, afirmou.



Coutinho, que agora conta com a minoria dos deputados na Casa, cerca de sete, disse que, se quisesse, teria o apoio da maioria dos deputados, no entanto, teria que usar métodos escusos, dos quais ele se nega a fazer uso.



“Podem ir quantos quiserem, que eu vou simplesmente, como eu tenho feito, dizer que o grande juiz disso será o povo no dia 5 de outubro. Pra mim pouco interessa se eu tenho 8, 10 , 12 ou 36 deputados. O que interessa é o que eu estou fazendo pela Paraíba, moralizando a política e acreditando na necessidade da política ser o grande instrumento de transformação da sociedade. Você não pode ter a política para acomodar grupos políticos ou interesses pessoais”, alfinetou.


Henrique Lima

PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário