piemonte fm

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Ex-apresentador de TV condenado por estupro em PE é preso na Paraíba

Denny Oliveira foi preso em Campina Grande.

Ele também tinha sido condenado por exploração sexual de menor.

Do G1 PB
Apresentador Denny Oliveira foi preso na Paraíba (Foto: Reprodução / TV Globo)Apresentador Denny Oliveira foi preso na Paraíba e levado
ao Cotel, no Grande Recife (Foto: Reprodução / TV Globo)
Foi preso nesta quinta-feira (11), em Campina Grande, no Agreste da Paraíba, o ex-apresentador de TV e radialista Denny Oliveira, condenado a 10 anos de reclusão por estupro de vulnerável e exploração sexual de menor em Pernambuco. Segundo o delegado regional Marcos Paulo Vilela, a Polícia Civil paraibana deu apoio a uma equipe de captura da polícia de Pernambuco para localizar o foragido.
No final da manhã, três policiais pernambucanos e duas equipes da Polícia Civil da Paraíba x cumpriram o mandado de prisão no bairro das Nações. O apresentador foi, posteriormente, levado para o Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife.
"Nos certificamos da autenticidade do mandado, enviamos equipes de apoio da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) e foi dado cumprimento. Ele foi localizado em um apartamento e não ofereceu nenhuma resistência. A equipe de captura de Pernambuco já o levou e comunicou a prisão ao Poder Judiciário de lá", informou o delegado Marcos Paulo.
Dennison Oliveira Lima, conhecido como Denny Oliveira, começou a ser investigado em 2007, quando o Ministério Público de Pernambuco apresentou uma denúncia contra ele por estupro, atentado violento ao pudor e oferecimento de bebida alcoólica a menores de idade. As vítimas seriam meninas que participavam dos programas de auditório apresentados por ele. O inquérito foi conduzido pela Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA) de Pernambuco.

No dia 16 de novembro de 2010, Denny foi a julgamento e a Justiça o condenou a 15 anos prisão. Na época, o juiz que proferiu a sentença decidiu não decretar de imediato a prisão de Denny, porque ele respondeu todo o processo em liberdade.

Posteriormente, os advogados recorrerram da decisão à Câmara de Desembargadores do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), que elevou a pena de Denny para 24 anos. Após essa nova decisão, a defesa do ex-apresentador decidiu recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília. A Corte, por sua vez, aplicou pena de 10 anos de reclusão ao réu no início de setembro. O mandado de prisão foi expedido pelo juiz José Renato Bezerra em 8 de setembro e Denny Oliveira acabou detido nesta quinta. Não cabe mais recurso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário