piemonte fm

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Correios formulam nova proposta, mas assembleia da categoria pode iniciar greve na quinta-feira

Profissionais pedem aumento de 6,5% para repor as perdas provocadas pela inflação e mais 8% de ganho real sobre o salário

Cidades | Em 15/09/14 às 21h48, atualizado em 15/09/14 às 21h53 | Por Redação
Reprodução/Google Street View
Correios João Pessoa
Representantes da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) e dos trabalhadores da empresa realizaram uma reunião, na noite desta segunda-feira (15), no Tribunal Superior do Trabalho (TST), para tentar ajustar a nova proposta do Acordo Coletivo de Trabalho 2014/2015.


O secretário de finanças do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios na Paraíba, Roosevelt Tavares, disse que os profissionais pedem aumento de 6,5% para repor as perdas provocadas pela inflação e mais 8% de ganho real sobre o salário.

De acordo com a assessoria da ECT, a nova proposta prevê o pagamento de uma gratificação de incentivo à produtividade, conforme a referência salarial do trabalhador. Para a maior parte dos agentes de Correios (cerca de 90 mil carteiros, atendentes e operadores de triagem e transbordo), o valor é de R$ 200, o que equivale a mais de 6,5% do salário base. 

Nesta terça-feira (16) haverá nova reunião entre empresa e representações sindicais para apresentação da proposta ajustada. Na quarta-feira (17), serão realizadas as assembleias dos trabalhadores para definir a aceitação ou não da nova proposta. Se a categoria não decidir pela aceitação, a greve poderá ser iniciada já a partir da quinta-feira (18).

Nenhum comentário:

Postar um comentário