terça-feira, 9 de setembro de 2014

Ataques e propostas marcam 1º debate do Sistema Correio entre candidatos ao governo

Confira abaixo a cobertura completa com os detalhes sobre o debate entre os seis candidatos à vaga no Executivo do Estado

Eleições | Em 09/09/14 às 00h10, atualizado em 09/09/14 às 02h04 | Por Alisson Correia e Naira Di Lorenzo
Portal Correio
Candidatos participam do 1º debate do Sistema Correio
Portal Correio e a RCTV promoveram o primeiro debate do Sistema Correio de Comunicação para ajudar o eleitor paraibano a escolher o seu candidato nas eleições deste ano. Antônio Radical (PSTU), Cássio Cunha Lima (PSDB), Major Fábio (Pros), Ricardo Coutinho (PSB), Tárcio Teixeira (PSOL) e Vital do Rêgo Filho (PMDB), candidatos ao Governo da Paraíba, fizeram ataques e apresentaram propostas nas áreas de segurança pública, educação, funcionalismo público e cultura. Clique aqui para ver as regras do debate.

No primeiro bloco, os candidatos saudaram a todos e deram início ao debate com críticas à gestão atual, ataques entre si e algumas propostas.

Clique aqui e veja todos os detalhes do primeiro bloco

No segundo bloco, os candidatos falaram mais sobre cultura, segurança pública, investimentos na polícia e educação. Também houve espaço para ataques.

Clique aqui e veja todos os detalhes do segundo bloco

O terceiro e último bloco voltou com mais ataques, questionamentos sobre segurança, funcionalismo público e saúde.

Veja abaixo o resumo do terceiro bloco


O candidato Major Fábio deu início a rodada de perguntas no terceiro bloco ao candidato Antonio Radical. Em 30 segundos, ele questionou sobre os leitos nos hospitais da Paraíba.

Antonio Radical apresentou em dois minutos, números de leitos no estado, criticando uma possível redução, alegando que há dados do Ministério da Saúde, discordando de Ricardo Coutinho e da gestão atual do candidato que tenta a reeleição. 

Tárcio Teixeira usou a segunda pergunta para lembrar da cassação de Cássio Cunha Lima por conduta vedada. O tucano se defendeu afirmando que acatou a decisão da Justiça Eleitoral de fora resignada, mas não concordou. “Além de uma ficha limpa tenho uma vida limpa”, disse. Já para Tárcio, “infelizmente são esses grandes candidatos que imperam, diferente dos pequenos partidos que não tem dinheiro para financiar as campanhas”.

Na terceira pergunta, o tema foi ciência e tecnologia com Ricardo Coutinho questionando Vital. O socialista lembrou os investimentos feitos na sua gestão e Vital propôs a integração do políticas para o desenvolvimento da Paraíba em sua estrutura, “para depois dar um choque com tecnologia e ciência”.

Novamente segurança pública foi tema do debate. Cássio na sua pergunta, questionou a opinião de Major Fábio sobre a portaria 195 do atual governo que, segundo ele, limita o poder de investigação da Polícia Civil. O candidato do Pros respondeu dizendo que Cássio ficou ao lado de Ricardo Coutinho por três anos e três meses. “

Na quinta pergunta, Vital perguntou quais as políticas para os servidores públicos a Tárcio Teixeira. O candidato do PSOL respondeu que é necessário valorizar o funcionalismo público. Ele destacou a importância da realização de concursos públicos e lembrou de categorias não tem reajuste salarial por mais de cinco anos. Ele fez o convite aos eleitores para ler os programas de governo dos candidatos. Já Vital disse que irá implantar uma gestão de metas para os servidores e garantir a qualidade de vida aos aposentados.

Na última pergunta do debate Radical voltou a tratar sobre segurança pública. Ele sobre as taxas de homicídios de negros no estado. Ricardo Coutinho foi quem respondeu ao questionamento, justificando que a taxa de homicídio “da população negra aqui é porque ela é a mais discriminada, que está na base da pirâmide social”. Ele afiançou que fez investimentos na área, criando políticos publicas que melhorasse a segurança. “Dei reajuste de 63% aos policial, sem falar de ter dado a dignidade para o trabalho. Acabei com a perseguição que existia na antes do meu governo”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário