sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Liberação de medicamentos à base de Canabidiol será discutida pela OAB na PB

OAB-PB pretende levar a discussão sobre a liberação do Canabidiol para o Conselho Federal da Ordem, em Brasília
Justiça | Em 21/08/14 às 19h37, atualizado em 22/08/14 às 00h17 | Por Rdação
Reprodução/Internet
Canabidiol, liberado pela Justiça
A Comissão de Direito Sanitário e Biodireito (CDISBIO) da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), se reunirá, na tarde desta sexta-feira (22), com representantes e instituições ligadas à problemática da liberação do uso da substância Canabidiol, extraída da Maconha, para tratamento médico.
Leia também:
Segundo o presidente da Comissão, o advogado João Peixoto, “as graves restrições de acesso aos produtos terapêuticos à base do referido princípio ativo, que vem sendo impostas pelas autoridades de saúde brasileiras, particularmente pela ANVISA/MS, tem provocado sérios danos aos direitos fundamentais de pacientes e familiares”.
“A Comissão estabelecerá no encontro as ações que serão empreendidas com o objetivo de identificar possíveis violações do direito à saúde e as formas de combatê-las. A Comissão pretende ainda agendar uma série de eventos, que ampliem o debate sobre o assunto, como forma de apontar soluções para os problemas que estão ocorrendo”, explicou.

João Peixoto, que também é Farmacêutico-Bioquímico, destaca que “a OAB-PB atuará firmemente em defesa dos direitos de pacientes e familiares nesses casos, através do combate à discriminação e desconhecimento acerca do tema, bem como aos eventuais abusos que estejam sendo praticados pelos órgãos fiscalizadores”.

O presidente acrescentou que, assim como aconteceu com o “Saúde Mais 10″ – projeto que visa obrigar a União a investir 10% de sua receita na área de Saúde, a OAB-PB pretende levar a discussão sobre a liberação do Canabidiol para o Conselho Federal da Ordem, em Brasília (DF).

Nenhum comentário:

Postar um comentário