quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Cássio Cunha Lima demonstra indiferença quando indagado sobre apoio de Rômulo Gouveia a Lucélio


Cássio Cunha Lima demonstra indiferença quando indagado sobre apoio de Rômulo Gouveia a Lucélio
Entendendo que a campanha não pode ser casada em face algumas particularidades, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), evitou criticar a postura do seu aliado o presidente do PSD paraibano, o vice-governador Rômulo Gouveia que abandonou o seu companheiro de chapa Wilson Santiago (PTB) e abraçou a candidatura de Lucélio Cartaxo (PT) na disputa pelo Senado.  

Cássio evitou dar um puxão de orelha no ‘Gordinho’ que recebeu o apoio de diversas lideranças na Capital a exemplo de dobradinhas com o deputado Anísio Maia (PT).  

“O próprio Rômulo já falou sobre isso, mas não me compete ser juiz da posição política pessoal de ninguém”, sentenciou.  

O tucano disse que o foco no seu projeto é o voto casado com Santiago:  

“Então, eu vou fazer esforço para que a nossa coligação mantenha-se coesa, compacta, monolítica, para que Wilson Santiago possa também ter sucesso nas eleições como eu espero que eu tenha”, ponderou.  

O vice-governador Rômulo Gouveia justificou a sua posição afirmando que não recebeu a devida atenção por parte do PTB paraibano.  

"Eu procurei várias vezes ele (Santiago), para sentar e conversar e não tive a oportunidade, tenho muito respeito por ele, fui seu colega na Assembléia e também na Câmara Federal, mas a verdade é que a gente não teve a devida atenção por parte do PTB, como Lucélio e Luciano tiveram, de sentar e conversar conosco”, falou. Rômulo ainda ratificou que a decisão de apoiar Lucélio tem o aval da executiva nacional, inclusive com a chancela do presidente Gilberto Kassab.


“Não foi uma decisão pessoal, foi partidária, conversei com Manoel Ludgério, no caso dele tinha incompatibilidade política na sua região, devido à disputa em Barra de Santana, e também João Gonçalves, que é do PSD e apóia Lucélio, a bancada toda apóia Lucélio, então a decisão foi amadurecida, conversada, comuniquei ao próprio Santiago todos os motivos”, explicou Rômulo.  


PB Agora  

Nenhum comentário:

Postar um comentário