RADIO PIEMONTE FM

piemonte fm

segunda-feira, 7 de julho de 2014

SAUDOSISMO: Cássio usa redes sociais para lembrar dois anos sem o poeta Ronaldo


 SAUDOSISMO: Cássio usa redes sociais para lembrar dois anos sem o poeta Ronaldo
Em campanha eleitoral, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) usou as redes sociais na manhã desta segunda-feira (07), não para pedir votos, mas para lembrar os dois anos de saudade sem o seu pai, o poeta Ronaldo Cunha Lima.

No facebook, Cássio postou uma foto em que beija a bochecha do poeta com a seguinte legenda:

“Dois anos da morte de meu pai. Uma vida tão intensa em amor e fraternidade que o Poeta é presença permanente nas nossas vidas.‪#‎opoetavive‬”, postou.

Com dez minutos, a postagem já tinha quase 50 compartilhamentos e mais de 900 curtidas.

O ex-governador da Paraíba Ronaldo Cunha Lima morreu aos 76 anos no dia 7 de julho de 2012, na casa da família, em João Pessoa.

Ele lutava contra um câncer no pulmão desde 2011. O poeta estava sob efeitos de sedativos e a família já dizia que a situação era irreversível. Ronaldo Cunha Lima tem uma história política de quase 50 anos e, com dezenas de livros publicados, se orgulhava de ser conhecido como Poeta.

Um dos médicos da família que acompanhavam Ronaldo confirmou que ele sofreu uma insuficiência respiratória e morreu às 9h35.


 


MISSA

A missa de celebração de dois anos em memória do poeta e ex-governador, Ronaldo Cunha Lima, será realizada neste segunda-feira (07), às 19h30, no Seminário Diocesano São João Maria Vianney, no bairro do Alto Branco.

Ronaldo Cunha Lima nasceu no dia 18 de março de 1936 em Guarabira e faleceu no dia 07 de julho de 2012, em João Pessoa. O corpo foi velado no Palácio da Redenção em João Pessoa e sob a Pirâmide do Parque do Povo, em Campina Grande e foi acompanhado por milhares que se emocionaram no adeus ao poeta do povo.

Ronaldo foi vereador e prefeito de Campina Grande, duas vezes deputado estadual, deputado federal, senador e governador da Paraíba numa das mais marcantes trajetória de um homem público da história da Paraíba.

Em nome da família, o senador Cássio Cunha Lima lembrou os dois anos sem o Ronaldo "Dois anos da morte do meu pai. A vida dele foi tão intensa em amor e fraternidade, que todo dia ele é presença".  


Márcia Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário