RADIO PIEMONTE FM

piemonte fm

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Comerciantes reclamam dos prejuízos em jogos do Brasil

Comerciantes reclamam dos prejuízos em jogos do Brasil
 As repartições públicas do Estado e município só vão funcionar até as 13h de hoje. O motivo da mudança no horário é o jogo daSeleção Brasileira, que acontece às 17h, pelas quartas de final da Copa do Mundo de Futebol. Quem não está gostando destas paralisações são os comerciantes de Campina que já reclamaram da falta de divulgação do Maior São João do Mundo esse ano.

Muitos lojistas de Campina Grande estão reclamando dos prejuízos registrados em decorrência do fechamento do comércionos dias de jogos do Brasil. E hoje mais uma vez o expediente será encerrado mais cedo. O movimento em bares e restaurantes também não é o esperado.

Segundo o presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Sindcampina), Divaildo Bartolomeu, o movimento nos restaurantes está aquém do esperado. Segundo ele, aCopa do Mundo, que deveria contribuir para a vinda de turistas para O Maior São João do Mundo em nada tem contribuído para o sucesso do evento. “Não houve uma divulgação eficiente da festa. O marketing deveria ter sido feito com maior força para incentivar o turismo. As pessoas que vão às cidades sede da Copa não estão parando em Campina Grande para conhecer o São João, elas preferem acompanhar as seleções de seus países. Dizer que a Copa influenciou o turismo em Campina Grande está fora de cogitação”. Explicou o presidente do Sindcampina.

empresário Arthur Bolinha – que é presidente da Federação das CDLs da Paraíba – revelou que o mês de junho de 2014 foi o pior em termos de vendas no varejo dos últimos 10 anos. Ontem o empresário e presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Campina Grande, Tito Motta, comentou a queda das vendas no comércio campinense no mês de junho.

– Os lojistas estão reclamando muito, principalmente os do Centro. Acredito que a grande vilã foi a Copa do Mundo, devido ao horário dos jogos, os consumidores se abstêm de ir ao Centro. A falta de segurança e de estacionamento também são fatores prejudiciais – avaliou Tito.

Devido às vendas no período junino não terem atendido às expectativas dos comerciantes campinenses, principalmente nos setores de vestuário e calçados, a saída para muitos foi apelar para as liquidações.

– Estamos convocando os lojistas para juntos tomarmos a decisão correta. Na próxima segunda-feira haverá uma reunião dos comerciantes do Centro juntamente com os dos shoppings da cidade, no sentido de acharmos a solução para recuperar o que perdemos – declarou o empresário.

Por: SÁTIRO COELHO AYRES/COMANDO DO POVO

 Foto: revistapegn

PBAgora

Nenhum comentário:

Postar um comentário