quinta-feira, 24 de julho de 2014

Cachorros ficam ao lado do corpo do dono assassinado a tiros e facadas na Paraíba

Antônio Silva, 74 anos, foi encontrado morto em uma aldeia na cidade de Rio Tinto, Litoral Norte do estado
Polícia | Em 24/07/14 às 10h02, atualizado em 24/07/14 às 10h10 | Por Hyldo Pereira
Reprodução/ PB Vale
Corpo foi levado para a Gemol-JP
Os latidos de dois cachorros ajudaram a Polícia Militar a encontrar o corpo do agricultor Antônio Silva dos Santos, 74 anos, na noite dessa quarta-feira (23), na aldeia indígena de Monte Mor, na ‘Vila Regina’, na cidade de Rio Tinto, na região do Litoral Norte paraibano. Os cães eram animais de estimação da vítima.
De acordo com sargento Florisnaldo Mota, da 2ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) de Mamanguape, a filha da vítima procurou às autoridades policiais para denunciar que o pai estava desaparecido há dois dias.
“Após a denúncia, entramos em diligências e durante inspeção dois cachorros de estimação dele estavam latindo demais e sem parar dentro do matagal, que fica por trás da casa de onde o homem morava. Fomos averiguar do que se tratava e encontramos o homem sem vida e os dois cachorros ao lado do corpo”, confirmou o sargento Mota.
Uma equipe de perícia da Polícia Civil esteve no local e encontrou um corte profundo no pescoço da vítima – que teria sido provocado por arma branca – e uma perfuração na cabeça causada por arma de fogo.
O corpo foi removido para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol), no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário