piemonte fm

quinta-feira, 26 de junho de 2014

PM localiza mulher amarrada e sem roupas em Campina Grande; acusado está preso

Segundo o Coronel Lívio Delgado, do 2º Batalhão de Polícia Militar, não houve estupro; vítima prestou queixa e o acusado, companheiro dela, já está preso
Polícia | Em 25/06/14 às 20h16, atualizado em 25/06/14 às 23h06 | Por Gustavo Medeiros
Portal Correio
Vítima na delegacia
A Polícia Militar em Campina Grande encontrou, após denúncias, por volta das 12h desta quarta-feira (25), uma mulher amarrada e totalmente despida nas proximidades do açude de Bodocongó, na Zona Oeste da cidade. Ela teve as roupas rasgadas e foi jogada em um matagal.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo o coronel Lívio Delgado, comandante do 2º Batalhão da PM, um segurança da Universidade Estadual da Paraíba ligou para o Centro Integrado de Operações Policiais informando ter encontrado a vítima. No local, a guarnição realizou as averiguações e descobriu que o acusado pela agressão seria o próprio companheiro dela, identificado como Dimas Rodrigues da Silva, de 33 anos, conhecido como Natan. 

“Ela disse que ambos estavam às margens do açude, tomando banho e bebendo, quando o agressor bateu com uma pedra na cabeça dela, deixando-a desacordada. Quando retomou os sentidos, já estava amarrada e sem roupas”, contou o coronel. Ele também adiantou que foram feitos exames e não foi constatado estupro. A filha da vítima foi chamada e afirmou que o acusado tinha prometido “aprontar uma com ela” há alguns dias, para ela não esquecer. Isso porque ela estaria “merecendo”.

“Após questionamentos à vítima, que foi resistente em prestar queixa, sendo incentivada pela filha, encontramos o acusado na residência dele, no bairro do Pedregal. Ele foi encaminhado à Central de Polícia”, disse Lívio Delgado.

Ele ainda completou, afirmando que Dimas responde a três processos e tem dois mandados de prisão, sendo um em Bayeux e outro em Recife, por crimes contra o patrimônio. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário