piemonte fm

quinta-feira, 20 de março de 2014

Rômulo dá tom sobre disputa e sacode cenário: “Quem quiser ficar comigo, ou fica como senador, ou não fica”


Rômulo dá tom sobre disputa e sacode cenário: “Quem quiser ficar comigo, ou fica como senador, ou não fica”
O vice governador da Paraíba, Rômulo Gouveia (PSD), bateu o martelo, na manhã desta quinta-feira (20), e fixou a vaga para o Senado Federal, na chapa majoritária, como condição para permanecer ao lado do governador Ricardo Coutinho nas eleições deste ano.

A declaração do ‘gordinho’ é um rebate as declarações do presidente do PSB, Edvaldo Rosas, que em entrevista ontem, não deu garantias sobre a permanência de Rômulo na vaga para o Senado, insinuando que a chapa editada em 2010, poderia ser reeditada em 2014, com Rômulo novamente na vice.

Inconformado com a possibilidade, Gouveia mandou um recado e fixou condição: “Essa tese de disputar a vice novamente está descartada, eu já disse que sou pré-candidato ao Senado Federal e não abro mão, é prego batido e ponta virada”, avisou.

Rômulo continuou argumentando sua posição, e completou:, “ Quem quiser ficar comigo, ou fica como senador ou não fica, isso aí já é uma decisão e, eu acho que, como politico, você tem que ter posição e a minha posição é essa, firme, decidida e não arredo o pé, sou pré-candidato a senador e ponto final”, avisou.

Apesar da declaração, Rômulo aproveitou para deixar claro que a decisão de apoiar a reeleição de Ricardo Coutinho, que já foi tomada, é casada com a decisão de disputar o Senado Federal.

“Ninguém fala com mais prioridade sobre a chapa majoritária do que o próprio governador Ricardo Coutinho e ele afirmou a manutenção da minha presença na majoritária como pré-candidato ao Senado Federal por isso está tranquilo, essa é uma decisão partidária do PSD, eu sou pré-candidato ao Senado Federal”, asseverou.

Rômulo lembrou ainda que a definição para disputar o Senado foi tomada ainda no ano passado, quando não se cogitava sequer um novo  cenáriopolítico no Estado.

“Eu havia comunicado a Ricardo essa minha decisão há mais de um ano, antes mesmo desse novo cenário político e já tenho posição firmada desde então, tenho um partido, e isso me dá muita tranquilidade, eu não dependo de precisar de o aval da chancela de outro partido para ser candidato”, finalizou.

Indagado se o governador Ricardo Coutinho mudasse de posição e optasse por outro nome para o Senado, deixando para o PSD apenas a vaga de vice, Rômulo preferiu não emitir posicionamento com base em condicionais.

“Quando tiver um ‘se’, aí eu decido. Eu não trabalho com o cenário das hipóteses. Agora é concreto que Ricardo me garantiu a vaga para o Senado na chapa, como também é concreto que eu vou apoiá-lo para o Governo."   

As declarações de Rômulo Gouveia foram veiculadas na Rádio CBN João Pessoa.

Márcia Dias

PB Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário