sábado, 22 de março de 2014

Mulher é presa acusada de matar enteado de 1 ano com uma pancada na cabeça, diz delegada

De acordo com a Polícia Civil, o espancamento do garoto teria sido durante uma briga por drogas, entre Ana Paula e a mãe do menino, que na época mantinham um relacionamento homoafetivo
Polícia | Em 21/03/14 às 20h50, atualizado em 21/03/14 às 21h18 | Por Hyldo Pereira
Reprodução/ TV Correio Record HD
Ana Paula
Três de meses de investigações e a delegada da Infância e Juventude, Andreia Melo, que presidiu o inquérito policial, entendeu que Ana Paula Santana foi a responsável pelo assassinato de Pedro Lucas de apenas 1 ano de idade. O crime ocorreu em dezembro de 2013, mas a prisão da acusada foi feita nesta sexta-feira (21), na casa dela em João Pessoa, por força de um mandado judicial.
Durante entrevista coletiva na Delegacia da Infância e Juventude de João Pessoa, a delegada responsável pelo inquérito disse que ficou comprovada a autoria do crime. Dezenas de testemunhas, entre parentes, vizinhos e amigos, foram ouvidas e narraram a natureza agressiva de Ana Paula.
O espancamento do garoto teria sido durante uma briga por drogas, entre Ana Paula e a mãe do menino, que na época mantinham um relacionamento homoafetivo. “O exame cadavérico deu que o menino morreu por uma hemorragia no crânio em decorrência de uma pancada na cabeça. Os vizinhos disseram, e a mãe do garoto confirmou, que Ana Paulo deu uma forte pancada na cabeça de Pedro Lucas durante uma discussão entre o casal por causa de comprimidos alucinógenos”, disse a delegada.
Pedro Lucas ainda passou cerca de duas semanas internado, mas não resistiu e morreu. O inquérito foi concluído e Ana Paula foi indiciada por homicídio qualificado. Ela foi levada para a Penitenciária Feminina Julia Maranhão, na Capital. A pena para esse tipo de crime varia de 12 a 20 anos de reclusão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário